Zé Henrique e Gabriel. Dona do meu destino Guia Cidades - Notícias, Turismo, Negócios, Cultura, Eventos, História
  • Domingo, 15 de setembro de 2019
Portal da Cidade de Ribeirão Preto
Zé Henrique e Gabriel. Dona do meu destino

Quando a tarde cai eu olho da janela pessoas passando,
Fico esperando e me vem na lembrança seu último beijo
Eu nunca mais tranquei a porta desde que saiu
Eu nunca mais fechei meus olhos pra dormir
Tudo ficou triste sem você nesse vazio eu choro
Choro, eu choro.

A noite chega e trás a luz do seu olhar na lua
Alcanço as estrelas e volto a ser menino
Se for preciso eu te espero mais 500 anos,
Por toda minha vida você é meu destino
Dona dona do meu destino

Assim vou vivendo levando na raça sigo o meu instinto
Olhos rasos d`agua com sede de amor coração faminto
Da mesma janela que eu te vi partir e que eu fiquei chorando
Caído de amor em qualquer fim de tarde estarei te esperando

Eu nunca mais tranquei a porta desde que saiu
Eu nunca mais fechei meus olhos pra dormir

A noite chega e trás a luz do seu olhar na lua
Alcanço as estrelas e volto a ser menino
Se for preciso eu te espero mais 500 anos,
Por toda minha vida você é meu destino
Dona dona do meu destino

Assim vou vivendo levando na raça sigo o meu instinto
Olhos rasos d`agua com sede de amor coração faminto
Da mesma janela que eu te vi partir e que eu fiquei chorando
Caído de amor em qualquer fim de tarde estarei te esperando





Veja Mapas atualizados de Ribeirão Preto


Anuncie aqui

Veja também :


ultimas noticias

Classificados do Jornal da Cidade/Ribeirão Preto


Classificados do Jornal da Cidade: Veículos, Imóveis, Diversos.


Sua empresa ainda não tem site?